Descobrindo a tecnologia, desvendando a ciência

Estudo mostra que DNA Neanderthal ainda influência pessoas no Mundo de hoje

10/10/2017 as 02:06 | Categoria: Ciência

Estudo mostra que DNA Neanderthal ainda influência pessoas no Mundo de hoje

Há milhões de anos atrás, os homo sapiens sairam da África para explorar outros continentes do globo e deram de cara com pequenas comunidades de Neanderthais.

Apesar do conflito que levaria futuramente a extinção dos Neanderthais, por um breve momento, os homo sapiens tiveram relações sexuais com os Neanderthais produzindo descendentes.

Segundo estudo do American Journal of Human Genetics, 2% do DNA humano - com exceção de afrodescendentes que são puramente homo sapiens - é Neanderthal e essa parcela do DNA influencía diretamente em alguns aspectos como tom de pele, cor dos olhos, do cabelo, humor e até mesmo tendência a fumar.

Após um estudo que comprovou diferenças de imunidade entre pessoas com DNA minoritariamente Neanderthal em relação a pessoas puramente homo sapiens. Janes Kelso do Instituto Max Planck iniciou um estudo em busca de tendências entre essa descendência de Neanderthal que não esteja relacionado a doenças.

Um banco de dados inglês que continha dados sobre 112 mil indivíduos revelou que o DNA Neanderthal, ainda que em baixa escala, possui certa influência na tonalidade da pele de uma pessoa, e o que deixa Kelso intrigado é que, em alguns casos, descendentes de Neanderthais possuiram influência tanto para uma pele mais clara, como para uma pele mais escura, e o mesmo acontece com o cabelo, que assume diversos tons diferente.

"Agora podemos mostrar que é o tom de pele e a facilidade com que um bronzeia, bem como a cor do cabelo que são afetados", diz Kelso.

"Essas descobertas sugerem que os neandertais podem ter diferido em seus tons de cabelo e pele, como as pessoas agora fazem", acrescenta Michael Dannemann, primeiro autor do estudo.

Kelso observa que todas essas influências do DNA Neanderthal estão atreladas a exposição solar da espécie. Os Neanderthais tiveram uma exposição muito mais baixa a raios ultra-violeta do que homo sapiens, e por isso, a imunidade de pessoas com um DNA parcialmente Neanderthal são mais baixas.

"A cor da pele e do cabelo, os ritmos circadianos eo humor são todos influenciados pela exposição à luz", escreveram os pesquisadores. "Nós especulamos que sua identificação em nossa análise sugere que a exposição ao sol pode ter moldado os fenótipos de Neanderthal e esse fluxo de genes em seres humanos modernos continua a contribuir com a variação nestes traços hoje".

Kelso e seus colegas dizem que continuarão a explorar a influência dos Neanderthals sobre os traços modernos, à medida que mais dados se tornem disponíveis.

Postagens Relacionadas